Geriatria em Porto Alegre

Reinventando a convivência familiar em tempos de COVID-19

  • Por Novo Lar
  • 09/07/2020
  • Notícias

-

A pandemia da Covid-19 despertou reflexões adormecidas. Para os hóspedes de residenciais geriátricos, é fundamental reinventar a convivência familiar. Entretanto, neste momento em que a saúde pública recomenda não visitar as pessoas idosas, as famílias questionam-se qual o impacto emocional disso tudo.

 

A tecnologia e a criatividade a serviço do afeto

 

A Frente Nacional de Fortalecimento às Ilpis orienta, neste momento de pandemia, a proteção aos mais vulneráveis. Isso significa uma medida pouco amigável, mas necessária: a recomendação de suspender de visitas externas nas ILPIs, incluindo familiares e amigos. (FN.ILPI, 2020). Abrimos o debate para as alternativas à visita e novas formas de convivência familiar. O que fazer para não tornar nossos residenciais “desertos de solidão”, como diria Norbert Elias?

Nesse momento tão peculiar que vivemos em 2020, não visitar pessoas idosas representa, sim, um ato de amor e respeito. Portanto, a distância física não inviabiliza outras formas de contato e de interação social. As relações remodelam-se na mesma velocidade em que trancam-se as portas.

Para enfrentar as barreiras sanitárias, criaram-se novas estratégias para que avós e netos conversem, enviem vídeos e áudios, pais e filhos troquem risadas e, os mais criativos, encontram meios de se tocarem entre plásticos e álcool gel – viralizando os “túneis de abraços” – o que favorece muito a convivência familiar.

Neste sentido, a tecnologia é a grande aliada das famílias, e a internet, o meio para viabilizar chamadas sistemáticas entre hospedes e familiares.  A criatividade e a vontade são os elementos que cativam e demonstram plena capacidade de superar as dificuldades impostas pelo distanciamento à convivência social com aqueles que residem em casas geriátricas.

A não presença física, antes um fantasma da negligência, hoje indica respeito, cuidado e a proteção.  Vivemos tempos diferentes, e de tantas coisas inventadas, a própria convivência em família teve que se reinventar, para garantir segurança e proteção à saúde das pessoas idosas ainda tão vulneráveis à Covid-19.

Nesse novo contexto de pandemia de coronavírus, a Novo Lar Hospedagem Assistida com Qualidade®clínica geriátrica e casa de repouso em Porto Alegre, também adere a esta nova realidade, restringindo as visitas. Entretanto, lança mão de todos os recursos que a Internet disponibiliza através de áudios e de vídeochamadas para comunicação entre hóspedes e familiares. É hora de se reinventar!

Portanto, desejo que seu afeto lhe torne mais criativo e que sua presença, ainda que virtual, seja constante na vida de quem você ama.

Michelle B. Clos

ELIAS, Norbert. A Solidão dos Moribundos. Tradução: Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2001.

FN.ILPI, Frente Nacional De Fortalecimento Às Instituições De Longa Permanência Para Idosos. Relatório Técnico Consolidado que visa subsidiar a Comissão de Defesa dos Direitos do Idoso da Câmara Federal no enfrentamento emergencial da pandemia da Covid19, com ênfase para as instituições de acolhimento de pessoas idosas. Disponível em: https://unatiuerj.com.br/Frente ILPI Relatorio.pdf. Acesso em: 28 jun. 2020.

Relacionados