Geriatria em Porto Alegre

Escolha uma Instituição Geriátrica

  • Por Novo Lar
  • 04/08/2019
  • Notícias

A escolha de uma instituição geriátrica ou ILPI

A escolha de uma instituição geriátrica ou ILPI – instituição de longa permanência de idosos – geriatria, residencial geriátrico, lar de idosos – como queiram! – É realmente um trabalho bem difícil porque envolve sentimentos, necessidade, urgência e gera muitas expectativas.

Neste espaço iremos tentar ajudar, dando algumas dicas, de como escolher um local e o que observar.

Antes disso, iremos abordar a respeito de uma observação muito importante – além de óbvia – mas que passa despercebido em muitos casos de procura, que é: escolher o local focando na necessidade do idoso que irá usufruir da infraestrutura!

O ideal é que o próprio idoso possa fazer esta escolha. Caso o idoso não possa mais responder pelos atos da vida civil, a decisão final é do curador.

Bom, voltando as dicas, podemos dar algumas orientações do que observar e o que é importante considerar na hora de escolher uma instituição:

ALVARÁS

Parece estranho, mas a maioria das instituições não tem alvará de funcionamento da Saúde, SMIC e ou dos Bombeiros. Atualmente, estima-se que apenas 30% de TODOS os estabelecimentos situados, só na região de Porto Alegre, tem seus documentos em dia.

RESPONSÁVEIS PELA EMPRESA

Identificar quem são os gestores/empresários e em que horários estão presentes. IMPORTANTE saber qual a profissão destes gestores, pois são os responsáveis pela empresa, pelos funcionários e pelos residentes. Eles que determinam o rumo e a qualidade do atendimento e infraestrutura.

EQUIPE TÉCNICA

Quem são os profissionais que fazem o atendimento direto dos residentes.

Obs.: Neste item, é muito importante identificar se os atendentes são técnicos de enfermagem formados ou se são cuidadores. Isto é muito importante pois, tem relação com a qualidade e extensão do atendimento aos idosos.

Os técnicos de enfermagem são profissionais qualificados para prestar todo atendimento necessário inclusive mediante uma urgência/emergência, fazendo manobras técnicas até a chegada do atendimento de UTI móvel.

Também deve-se identificar se existe um (a) enfermeiro (a) chefe e qual a frequência deste profissional na instituição. A presença do enfermeiro (a) é de suma importância pois, aumenta a qualificação técnica dos serviços da instituição.

MÉDICO RESPONSÁVEL

Identificar a especialidade do médico responsável pela instituição e qual a sua frequência na instituição.

Obs.: Dê preferência a instituição que tenha como médico, um especialista em Geriatria.

Saber qual a sua frequência na instituição (semanal, quinzenal, mensal ou chamado quando necessário), se ele realmente avalia os residentes, ou seja, se há o contato direto para conversar e escutar o residente e familiares. Estes são alguns pontos a se avaliar!

EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

Saber quais outros profissionais estão inclusos nos serviços, tais como: Nutricionista, Fisioterapia, Terapeuta Ocupacional, Fonoaudiólogo, Psicóloga, etc.

Obs.: Certificar se realmente estes serviços são feitos pelos profissionais da área. É muito comum, algumas instituições oferecerem o serviço de Fisioterapia mas, que na realidade, é feito por educador físico.

Exija número de inscrição no conselho da categoria!

Saiba também, qual o tempo de atendimento destes profissionais. Uma verdadeira seção de terapia, seja ela qual for, tem duração mínima de 50 minutos.

 ACESSIBILIDADE

As instituições têm que ter total acessibilidade, ou por rampas ou por elevador.

HIGIENE DO LOCAL

Ser um ambiente limpo e arejado.

HORÁRIO DE VISITA

O ideal é que a instituição tenha um horário para visita bem amplo e que não tenha limite no tempo de permanência dos visitantes.

Obs.: Muitas instituições dizem ter horário livre, porém, limitam à “X” horas de visita por dia ou por turno. Cuidado!!!

ACOMPANHANTES

Saber se a instituição aceita a entrada e/ou permanência de acompanhantes particulares para os idosos.

SERVIÇO DE EMERGÊNCIA

Identificar se a instituição tem um serviço de emergência médica de UTI móvel.

Obs.: Tentar identificar se nos atendimentos feitos é deslocado um médico a cada vez solicitado. A prática comum, adotada pela maioria das empresas, é enviar uma unidade móvel com um técnico de enfermagem para avaliação do caso e posteriormente, se necessário, enviar um médico. Atitude esta que demora e fragiliza o atendimento de emergência.

TIPO DE ATENDIMENTO

Há diferença no atendimento das instituições no que tange o grau de dependência dos idosos. Existem locais que atendem idosos lúcidos, colaborativos e com nenhum grau de dependência e existem aquelas instituições que atendem qualquer grau de dependência.

FINANCEIRO

Atentar ao valor das mensalidades e se existe alguma multa em contrato de prestação de serviços.

Obs.: Algumas instituições cobram um valor de mensalidade mais baixo, porém, no final ou início do ano, cobram uma mensalidade extra, muitas vezes denominada 13º, reforço, rematrícula, etc.

 

Enfim, esperamos poder ajudar com estas dicas!

Dúvidas, críticas e/ou sugestões, entre em contato conosco.

Relacionados